Feeds:
Posts
Comentários

My Mirror Speaks

Ainda não saí totalmente do meu momento She & Him, mas hoje vamos de outra banda.
Zooey tem sido ótima nessas dias, mas tenho escutado bastante também a banda do Ben Gibbard, marido da moça.
My Mirror Speaks é do EP The Open Door, lançado no começo do ano com as músicas que ficaram de fora do Narrow Stairs.

Adoro a música, adoro a letra. Tô numa onda de coisas fofas essa semana…
😉

Jake Gyllenhaal do dia

Vamos de Jake hoje, pra dar aquela animada na semana??

Não tô nem aí pra esse filme, vontade zero de assistir, mas se lançarem um compacto só com as cenas dele, fazendo essas estrepulias, sério, compro na hora! Nada como um homem que sabe dar piruetas, né não?
Passo mal com essa pessoa!

Sentimental Heart – Parte II

Não adianta, não importa quanto tempo passe, não faz diferença quantos anos eu vou fazer… sempre tive dificuldade em cortar os cordões umbilicais da minha vida. De qual lado eu estou, nunca fez assim tanta diferença, o problema sempre foi mesmo quebrar os laços.
Sou (ou pelo menos considero que seja) uma pessoa auto suficiente, há muitos anos aprendi a não depender de ninguém além de mim pra (sobre)viver e há menos tempo do que gostaria descobri que também não preciso de uma outra pessoa pra ser feliz. Sou feliz com pouco, sou feliz com muito, sou feliz com momentos, sou feliz com amigos, com a família, com um trabalho que me dê prazer, com condutas das quais me orgulho… sou feliz com uma série de coisas e uma série de pessoas! Não se pode depender de uma só ou criar expectativas em cima de alguém, porque, acredite, isso nunca funcionou!
Mas, mesmo assim, minha falta de talento pra me distanciar, pra me desapegar, pra aceitar que os caminhos se dividam, que as notícias deixem de chegar, que os abraços não existam mais, ah, minha falta de talento pra isso é enorme! Diria até que é quase um talento tamanha falta dele numa só questão. Não sei perder pessoas, pronto, é isso, botei pra fora!
Não sei perder amigos, não sei perder amores, mal sei perder colegas de trabalho. O barco pode estar afundando, mas sempre achei que era meu dever lutar o máximo possível pra colocar a água pra fora e manter o coitado de pé. Bom, não é não. Vivendo e aprendendo…
Esse ano foi diferente pra mim. Esse ano cortei alguns cordões, com a certeza de estar fazendo a coisa certa, a coisa mais certa que eu poderia fazer.
Ontem eu cortei mais um, o mais difícil de todos, embora fosse o que mais pedisse pra ser cortado, todo esse tempo. De novo, eu sei que fiz a coisa certa, mas, continuo não lidando bem com essa coisa de perder pessoas, não importa se por escolha própria.
Sempre tive uma porção de gente no meu coração e é difícil ver um espacinho vazio ali dentro, é complicado aceitar que agora eu tenho mais uma vaga. E, olha, essa é com vista!
😉

Sentimental Heart

Dia desses passei uma madrugada toda ouvindo She & Him e assistindo clipes e apresentações deles em programas de tv. Essa banda já passou aqui pelo blog e é uma graça, mas bem menina mesmo… rs
Agora ela volta pra me acompanhar nesse meu momento “sentimental heart” que combina tanto com a voz doce e delicada da Zooey Deschanel.
Às vezes, tudo que a gente precisa é de uma certa doçura, mesmo que seja apenas nas caixas de som…

Esse não é o vídeo oficial, mas achei fofo! E a letra dessa música é tão bonitinha…

só um desabafo:

tá difícil, né gente!!!!!!?

Idaaaaaaa!

Gente, o que aconteceu com a nossa diva? :O

idamaria20091

Colleen Atwood

Aproveitando a ansiedade de todos pela estréia da versão do Tim Burton para o maravilhoso Alice no País das Maravilhas, quero compartilhar que a minha ansiedade maior é para ver os figurinos que, só pelas fotos, já me deixaram de boca aberta.

Não é a primeira vez que a incrível Colleen Atwood empresta seu talento para um filme do diretor. Eles já trabalharam juntos em Edward Mãos de Tesoura, Ed Wood, Marte Ataca, Peixe Grande, Sweeney Todd, A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça… Parceria mais que certeira, por sinal. Em todos esses filmes o trabalho dela é impecável e maravilhoso!

collen

Collen, que tem no currículo mais de 50 filmes, já foi indicada ao Oscar várias vezes e recebeu a estatueta pelo trabalho em Chicago e Memórias de uma Gueixa.
Sim, sou fã, super fã! rs
Destaco três filmes que entram na minha lista de figurinos preferidos: Gattaca (pelo qual foi indicada, perdendo para Ellen Mirojnick em Tropas Estelares), Peixe Grande e The Wonders. (além de todos os outros da dupla Atwood-Burton).

Deixo umas fotos do trabalho dela para vocês se deliciarem (clique na imagem para ver em tamanho maior):

Colleen, querida, se precisar de uma assistente/estagiária/escrava, estamos aí!
😉